Caixa separadora de água e óleo: por que você precisa ter

Item obrigatório por lei para diversos estabelecimentos, o equipamento separa a água dos resíduos que podem contaminar as estações de tratamento e o solo

A caixa separadora de água e óleo é um equipamento não só muito útil como também obrigatório para quem trabalha com combustíveis, graxas e óleos de qualquer natureza, como os postos de combustíveis, oficinas mecânicas, lavagens de carros e peças e todos os estabelecimentos que incluam o descarte desses produtos e seus derivados em suas atividades.

Como o próprio nome sugere, sua principal função é separar a água do óleo e seus efluentes, isolando resíduos oleosos, sólidos flutuantes e outros sedimentos, para que a água a ser descartada não contamine o meio ambiente.

Entendendo a obrigatoriedade da caixa separadora de água e óleo

A caixa separadora de água e óleo tornou-se obrigatória em 2000 com uma resolução do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). O principal objetivo da norma é preservar o meio ambiente, evitando que a água chegue contaminada nas estações de tratamento da cidade e que os resíduos de derivados de petróleo contaminem o solo ou atinjam as tubulações, formando gases e gerando risco de explosões.

Por isso, mesmo em pequenos estabelecimentos, é extremamente importante haver não só uma caixa separadora de água e óleo, como também é essencial que seu uso seja feito de forma adequada. A limpeza e a manutenção devem ser feitas constantemente, e a frequência da coleta dos resíduos deve ser estabelecida de acordo com o fluxo de uso e capacidade do equipamento.

Como funciona

As melhores caixas separadoras de água e óleo costumam ser fabricadas em polietileno de alta densidade, para evitar a oxidação dos seus elementos, e são compostas por cesto coletor de sólidos e filtro coalescente especialmente projetado para remover até partículas microscópicas.

Seu funcionamento se divide em três estágios, sendo que o primeiro se inicia logo na entrada da caixa, onde o defletor reduz a velocidade do efluente e o direciona ao cesto coletor, onde já ficaram separados os sólidos flutuantes. A água e o óleo são direcionados para o segundo estágio, onde passam pelo filtro coalescente, que graças ao seu formato e inclinação específicos, acelera o processo de vazão. Para entender melhor, preparamos um vídeo pra você.

No terceiro estágio, a água já nos padrões ambientais recomendados, segue para descarte na rede de esgoto ou reuso, e o óleo separado permanece dentro da caixa em suspensão, aguardando drenagem.

Onde comprar

Se você não quer arriscar e precisa de um material que atende 100% as exigências do CONAMA, a PetroLider é o lugar certo para você encontrar os melhores modelos de caixa separadora de água e óleo.  Além de contar com um atendimento especializado que irá te ajudar a escolher o equipamento certo para o seu estabelecimento e tirar todas as suas dúvidas sobre como usar e fazer a manutenção do produto.

Respeite o meio ambiente e a legislação, acesse https://www.petrolider.com.br/ e conheça nossos produtos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *